Comer X Comungar

    coração_vegetais

    A Alimentação Integrativa reconhece no alimento uma ferramenta que pode expandir sua conexão com você mesmo, com suas vontades internas, com aquilo que te faz rir, o seu coração pulsar, e traz encantamento para cada instante do dia.

    Desenvolver uma postura atenta ao alimentar-se conduz à sabores únicos, relativos a cada um de nós, despertando dons e habilidades individuais, convidando a apreciar o Ser que você É. Trazer consciência para o processo alimentar é muito simples, permite saber o que nutre e o que está sendo nutrido, uma brincadeira que envolve o perguntar e escutar.

    Com uma postura confiante e atenta o questionamento acontece: “Estou com fome?”, “Preciso me alimentar?”, “O que sacia a minha fome?”, “O que estou nutrindo?”, “Este alimento me nutre de verdade?”, “Que sensações este alimento desperta?”, “Este alimento me traz vitalidade?

    E quem vai responder? Você!!!

    Se alimentar ficará muito mais divertido! Diante de um alimento experimente, faça a pergunta que quiser, peça para ter consciência, confie, a intenção de querer saber te trará a resposta. Fique atento ao que vier: pode surgir uma palavra, uma sensação no corpo, o coração saltita, a barriga contorce, o riso acontece, um desequilíbrio, uma pontada de dor… Com o saber revelado você faz sua escolha, baseada numa verdade que veio de dentro de você, que diz respeito a sua história, ao seu momento de vida.

    Nesta brincadeira, você descobre que pode acessar este saber interno quando quiser, para o que quiser, e de repente abre mão da necessidade de pedir conselhos, de achar que o outro tem a melhor solução para você, da dúvida que faz ecoar o “será?”. O hábito de procurar a verdade interior, alimenta a intuição, faz a autoconfiança crescer, fortalecendo o seu poder para transformar e realizar suas vontades. Você se sente grande, nutrido de verdade, acredita que pode e faz acontecer!

    A escuta atenta e amorosa afasta julgamentos, críticas e culpa. Chega como um convite para abandonar o que já foi, desenvolvendo um olhar diferente, transformando velhos hábitos, assumindo uma nova postura. Você descobre que pode realizar suas escolhas alimentares, deixando vir à tona os sentimentos ali embutidos, fazendo uma grande faxina e liberando todo peso extra. Ufaaaaaaaa! Você se sente mais leve, solto, descontraído.

    Os alimentos passam a revelar algo além de seus nutrientes. Existe a transição do comer para o comungar. Alimentar-se é uma oportunidade de praticar a escuta, estreitar e fazer crescer o vínculo com a sua verdade.

    Por Anah Locoselli.

    Alimentação Integrativa: descobrindo os aspectos mais sutis dos alimentos

    Alimentação_Integrativa_BlogBioporã

     

    Sentar à mesa e se alimentar é um convite para olhar com consciência ao que se coloca dentro da boca, um momento para refletir sobre o que está sendo nutrido, como e porquê. Esse parar e perguntar pode fazer muita diferença nas nossas escolhas alimentares, que acabam refletidas na vida como um todo.

    A grande descoberta se dá ao acessar a percepção de que, às vezes, a fome é por acalmar uma dor, cessar a ansiedade, encontrar um colo… Um comer até então inconsciente, que leva a nutrir e fazer crescer exatamente o que se gostaria de sanar.

    Imagine alguém, em uma crise de ansiedade, respiração curta, peito apertado, um turbilhão de pensamentos e uma vontade louca de acabar com tudo isso. Com a mente atordoada recorre a lembranças que acalentam, volta no tempo, vai pra casa da avó, sente o cheiro do bolo de chocolate e começa a salivar, querendo se apropriar de seu grande salvador, doce, gostoso, hummm…

    Sai em busca do bolo e, diante dele, procura encontrar a paz desejada. Come um pedaço, devora mais um, engole outro, vai pondo para dentro uma garfada atrás da outra na procura do tal conforto, que demora a dar as caras e, quando surge, some rapidinho. O apreciar é esquecido, a saciedade se perde em uma busca por mais, por aquilo que está em outro lugar, e a ansiedade só faz é crescer.

    É preciso saber o que está sendo nutrido, a verdadeira causa da ansiedade, e com essa revelação se apropriar de novas escolhas, agora mais conscientes, buscando sanar a causa e não o sintoma.

    Sim, uma descoberta e tanto: o alimento nutre algumas coisinhas que nem se imaginava ser possível. Ele alimenta o corpo físico, suas emoções, pensamentos, espiritualidade.

    Este movimento que conduz a um novo olhar sobre a alimentação, é libertador, pois rompe com atitudes repetitivas. A Alimentação Integrativa é um convite para transformar e fazer escolhas conscientes que nutrem o que há de melhor em cada um de nós.

    Além dos benefícios para a saúde, a Alimentação Integrativa reconhece o potencial do alimento para promover um “despertar”. Um olhar mais abrangente sobre a alimentação ajuda a desenvolver habilidades para identificar os aspectos mais sutis presentes no alimento, ampliando sua capacidade nutricional além do físico. Aprender a saborear “integralmente” nos permite absorver melhor o potencial energético de cada alimento e nos conecta também com o aspecto sagrado de cada refeição.

    Por Anah Locoselli, terapeuta holística, alquimista da culinária e criadora da “Alimentação Integrativa”.