Leite – um alimento indispensável?**

22.04.2015 - 19:08
|

** Texto da nutricionista Melissa Suarez. Fonte: www.souvegetariano.com

O leite e seus derivados durante muito tempo foram considerados alimentos indispensáveis para a saúde do homem, hoje os escândalos de adulteração colocam em cheque a afirmação do passado. Neste texto pretendemos esclarecer se realmente o leite é indispensável, quais são os alimentos fontes de cálcio e os efeitos colaterais do consumo do leite a curto e em longo prazo.

 

Leite indispensável

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) não podemos substituir o leite materno pelo leite de vaca ou pelo sucedâneo do leite materno (sucedâneo é um leite artificial utilizado para substituir o leite materno quando necessário, ele não tem a mesma composição, mas é melhor do que o leite de vaca).

Depois da retirada do leite materno, de maneira nenhuma deveria ser introduzido o consumo de leite de vaca e derivados. A Harvard School of Public Health, quebrando o lobby da indústria de alimentos, anunciou que o consumo de leite e derivados não é compatível com uma dieta saudável. As justificativas apresentadas estão relacionadas ao aumento do câncer de próstata e ovários.

 

Efeitos colaterais a curto prazo

Lembro-me quando criança minha avó indicando o leite para quem sofria de gastrite, essa informação é uma meia verdade. A gastrite geralmente está relacionada ao aumento do ácido clorídrico no estômago. No processo inicial de digestão o ácido se liga ao leite diminuindo os efeitos da acidez, mas no final da digestão estomacal o ácido volta a agredir a mucosa e ainda é produzido ácido lático, piorando os efeitos da gastrite.

A acidez gerada pelo consumo do leite favorece o refluxo. O refluxo é a volta do ácido do estômago para o esôfago, chegando a atingir a laringe a faringe causando irritação e algumas vezes os brônquios, levando a pneumonia bronco-aspirativa. A agressão gerada nestas regiões não produtoras de muco pode causar lesão, e se o caso não for tratado aumenta o risco para desenvolver câncer, principalmente de esôfago.

Depois dos quatro anos de idade a capacidade de digerir a lactose (açúcar do leite) cai sensivelmente promovendo diarreia em muitos que bebem leite, com a diarreia vem a perda de nutrientes e os microrganismos que compõem a flora intestinal se perdem. Sem a flora intestinal íntegra, a consequência é uma maior produção de gases e baixa produção da vitamina K e imunidade da criança.

Outros que consomem leite sofrem terríveis problemas de constipação intestinal e produção de gases. Uma frequência baixa de evacuaçãopromove o aumento da absorção intestinal favorecendo o ganho de peso. A produção de toxinas no intestino é grande, estas toxinas são absorvidas para a corrente sanguínea agindo no cérebro e interferindo no humor.

A proteína do leite aumenta a produção de histamina na corrente sanguínea gerando os processos alérgicos, o sistema respiratório é o mais afetado, mas alguns manifestam alergias cutâneas (pele). O aumento da histamina esta relacionado à maior concentração de cortisol no sangue. O cortisol é o hormônio do estresse, este promove muitos efeitos colaterais no organismo.

 

 

Efeitos colaterais a longo prazo

O leite de vaca é rico em proteína devido à demanda do bezerro para promover crescimento. No Brasil o rebanho é composto basicamente por gados da raça Nelore, o bezerro desta raça nasce com 25 kg e no final do ano tem que pesar no mínimo 250 kg, um aumento de dez vezes o seu peso de nascimento. A criança nasce com 3 kg e no final de um ano deve estar pesando em torno de 10 kg, um aumento de três vezes. Este consumo de proteína elevado gera alguns problemas para o organismo.

Durante o processo de metabolização da proteína é liberado a parte ácida levando a uma redução de pH. Um meio ácido é o ambiente perfeito para desenvolvimento do câncer, o corpo na tentativa de conter está acidez usa o cálcio do leite para promover o tamponamento (manter o pH em 7,4 ), o cálcio deixa de ser utilizado para formação da massa óssea promovendo a osteoporose no futuro, essa informação já tem comprovação científica. O cálcio não pode ficar circulando na corrente sanguínea, pois ele é um dos fatores de coagulação, o que poderia formar um trombo promovendo um derrame. O cálcio é eliminado pelos rins aumentando o risco de formar cálculo renal. Quando os rins estão sobrecarregados, a via de excreção é o fígado e no futuro muitos podem sofrer com cálculo biliar. O queijo parece ser o maior promotor de cálculo biliar.

Depois de anos de consumo de laticínios e de sobrecarga nos rins e fígado, o corpo já cansado começa a depositar o cálcio nas articulações. O resultado final é a calcificação das articulações, dores e muitas vezes a deformação de dedos.

Segundo a Harvard School of Public Health, a gordura saturada que se encontra nos laticínios e os produtos químicos que são utilizados durante a produção são os grandes vilões para a formação do câncer e outros problemas de saúde como o aumento do colesterol. Além disso, mas ainda com poucos estudos, temos as intoxicações por hormônios e antibióticos presentes no leite de vaca atualmente.

 

leite_amendoasAlimentos fontes de cálcio

O leite é rico em cálcio, porém não pode ser considerado um alimento fonte devido aos motivos explicados acima. As fontes de cálcio precisam ser ricas em magnésio. A proporção é de 2 moléculas de cálcio para 1 de magnésio para potencializar a absorção.

 

O alimento fonte não pode ser rico em proteína 

Encontramos nos vegetais alimentos com estas características, são eles:

– Vegetais verdes escuros (brócolis, espinafre, couve, rúcula, mostarda, agrião, escarola, etc)

– Leite de amêndoa

– Gergelim, aqui vale algumas considerações, o preto tem dez vezes mais cálcio que o leite de vaca, o branco integral sete vezes e meia e o branco descascado quatro vezes mais

– Semente de girassol com quatro vezes mais cálcio que o leite fecha a lista dos principais substitutos

Todos os alimentos fontes de cálcio também são ricos em ferro, vale a pena investir nestas fontes.

Sugestão:

Faça leite de sementes, você estará oferecendo para seu filho um alimento vivo, livre destes contaminantes e substâncias anti-nutricionais. Se quiser fazer a transição prefira leite C ou leite B, ou melhor ainda – leite orgânico da feira ecológica. Diminua os ml diários! Estes leites são mais seguros, contêm mais probióticos do próprio leite e que se mantêm íntegros no processo leve de fermentação – diferente do leite UHT, que precisa de um processo industrial mais violento já que tem um tempo de prateleira bem maior.

11 thoughts on “Leite – um alimento indispensável?**

  1. Hi! Would you mind if I share your blog with my twitter group?
    There’s a lot of folks that I think would really enjoy your content.
    Please let me know. Many thanks

  2. Hello there, just became alert to your blog through Google, and found that it’s truly informative.
    I’m going to watch out for brussels. I will be grateful if you continue this in future.
    Numerous people will be benefited from your writing.
    Cheers!

  3. You actually make it seem so easy along with your presentation however I find this topic to be actually one thing that
    I think I would by no means understand. It sort of feels too complicated and extremely vast for me.
    I am having a look ahead for your subsequent
    put up, I’ll try to get the hold of it!

  4. Hello are using WordPress for your blog platform? I’m new to the blog world but I’m
    trying to get started and create my own. Do you require any
    coding knowledge to make your own blog? Any help would be really appreciated!

  5. Very good blog! Do you have any helpful hints for aspiring writers?

    I’m hoping to start my own website soon but I’m a little
    lost on everything. Would you advise starting with a free platform like WordPress or go for a paid option?
    There are so many options out there that I’m totally overwhelmed ..
    Any recommendations? Bless you!

  6. Hi! This post could not be written any better! Reading through this
    post reminds me of my good old room mate! He always kept chatting about this.
    I will forward this page to him. Pretty sure he will have a good read.

    Thanks for sharing!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Website