Kibe de Pinhão

    Por Amábile Kolenda.

    Aproveitando o clima de inverno, quis usar um produto típico da região sul do Brasil, o pinhão, que é a semente da araucária e é encontrado principalmente nas serras paranaenses e catarinenses. Além de muito saboroso, o pinhão contém vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo e proteínas. A vitamina B1 auxilia na oxigenação do cérebro e no funcionamento do sistema nervoso, podendo ajudar nas funções relacionadas com memória e cognição.

    A ideia inicial seria um falafel de pinhão. A receita é baseada na receita de falafel, porém, depois que assou, ficou com cara e textura de kibe! A cozinha tem dessas surpresas… Espero que gostem!

    Ingredientes:

    • 4 xícaras de pinhão cozido e descascado (cozinhe na pressão com água e um pouco de sal por cerca de 30 minutos)
    • 3 colheres de sopa de azeite de oliva
    • 1/2 maço de salsinha
    • 1/2 cebola ou alho poró
    • 1/2 colher de chá de sal
    • 1 colher de chá de garam massala (tempero árabe, ou misture cominho em pó, canela, noz moscada e pimenta da jamaica ou síria)
    • suco de 1 limão
    • 2 colheres de sopa de farinha de linhaça

    Modo de preparo:
    Depois de descascar os pinhões, leve-os para o processador e bata até ficarem em pedaços pequenos.
    Adicione todos os ingredientes exceto a farinha de linhaça e bata até misturar. Adicione a farinha de linhaça e bata novamente. A massa fica com pedacinhos, porém deve grudar e dar “liga” para formar os bolinhos.

    Molde os bolinhos no formato que desejar e leve ao forno até ficarem escurinhos e crocante por fora.
    Para acompanhar faça um molho de Cajuhine Bioporã (ou Tahine Cru), 1/2 limão espremido, sal e água até ficar cremoso.

    Ravioli de Beterraba com Molho Pesto

    A nutricionista Erika Rodrigues, nossa convidada deste mês, compartilhou esta preparação colorida e cheia de sabores. Confira como é simples fazer estes criativos “raviolis” sem farinhas refinadas!

    Ingredientes:

    • 1 beterraba grande

    Marinada:

    • 1 colher de sopa de azeite extra-virgem
    • 1 colher de sumo de limão rosa ou de sua preferência
    • ¼ colher de chá de sal do Himalaia

    Recheio:

    • Multi Nutty Bioporã, creme de 7 castanhas e sementes

    Molho pesto:

    • 1/2 xícara de azeite de oliva extravirgem;
    • 1/2 colher de chá de sal rosa do Himalaya;
    • 1/2 colher de chá de pimenta do reino;
    • 2 xícaras de manjericão fresco (apenas folhas sem talo);
    • 2 dentes de alho picadinho ou alho em pó (para sabor mais suave)
    • Bater todos ingredientes no processador (ou liquidificador)

    Modo de preparo:

    Fatiar beterraba em camadas finas usando fatiador mais fino possível.  Jogar as fatias em água fervendo por 5 minutos. Retira-las da água e colocar em vasilha com molho para marina-las por 2 horas. Passado este tempo, rechear com a pasta de castanhas Multi Nutty, apertando as bordas. Alinhá-las no prato e cobrir com molho pesto. Para guarnição dos pratos, use brotos ou salada.

    Rendimento: em torno de 15 raviolis (algumas fatias ficarão pequenas para ravióli mas podem ser usadas como “carpaccio” ou outras receitas).

     

    erikaErika Rodrigues é nutricionista com formação em Yoga, Ayurveda, Culinária Natural e Raw Food. Adora viajar, praticar esportes e trabalho voluntário pelo mundo. Email: contato@erikar.com.br, Instagram: @erikar.com.br

     

    Acarajé com Vinagrete de Abobrinha

    Seguir uma dieta vegetariana ou vegana incentiva a descobrir diversas variações para ingerir proteína vegetal. Um olhar mais atento afasta do consumo de soja e todos seus aspectos desvitalizantes e nos leva à biodiversidade do mundo dos grãos. Passamos a valorizar mais as lentilhas, grão de bico, ervilhas, feijão verde, feijão azuki, feijão fradinho, etc.

    As proteínas participam de todas estruturas corporais e contribuem para formação dos músculos e diversas funções do sistema nervoso.

    A Alimentação Integrativa reconhece o valor protéico das leguminosas, e sua importância para estruturação da vida, gerando bases sólidas e incentivando a agir a partir de alicerces firmes que ampliam a auto confiança e o seu poder de realização.

    Convide estes grãos a estarem cada vez mais presentes em sua mesa! Que tal experimentar este acarajé?

    Ingredientes para o acarajé:

    • 1 xícara de feijão fradinho cru (deixado de molho por 8h)
    • 1 colher de sopa de Tahine Cru Bioporã
    • ¼ de xícara de água
    • Suco de ½ limão
    • ¼ de xícara de azeite extra virgem
    • Cheiro verde ou coentro
    • Especiarias a gosto – orégano, coentro, pimenta da jamaica, mostarda
    • Sal marinho a gosto

    Como fazer:

    Processe o feijão fradinho no liquidificador juntamente com a água, quando obtiver uma pasta acrescente os demais ingredientes e continue processando.

    Unte uma assadeira, faça os bolinhos com o auxílio de duas colheres e leve para assar em forno médio, por aproximadamente 20 minutos. Rendimento: 10 unidades

    Ingredientes Vinagrete de abobrinha:

    • 1 abobrinha ralada
    • Cheiro verde ou coentro picados
    • ¼ de pimentão vermelho em cubinhos
    • gengibre ralado
    • Suco de limão
    • Azeite extra virgem
    • Sal marinho

    Como fazer:

    Misture todos ingredientes fazendo um vinagrete. Recheie os acarajés com o vinagrete, molho de Tahine e divirta-se com os sabores que surgirem!

    Por Anah Locoselli.

    Hambúrguer de Grão de Bico com Cajuhine

    As leguminosas (feijões, lentilhas, grão de bico, ervilha, etc) são excelentes fontes de proteína vegetal. Além do valor nutricional, elas são super versáteis. Podem ser transformadas em sopas, saladas, purês, cremes ou hambúrgueres, como é o caso desta receita.

    Escolhemos o grão de bico, mas esta receita também pode ser feita com outra leguminosa. E para acompanhar: uma “maionese” sem lactose de Cajuhine Bioporã para dar um toque ainda mais especial. Uma delícia de combinação que você aprende a fazer agora!

    Ingredientes para o Hambúrguer:

    • 1 xic de grão de bico cozido (deixar de molho por 8h antes de cozinhar)
    • sal a gosto
    • 1 dente de alho
    • tempero verde (salsinha e cebolinha picadas)
    • condimentos a gosto: orégano, cominho, pimenta, páprica
    • 1 c de sopa de farinha de linhaça
    • 1 c de sopa de Cajuhine Bioporã (ou azeite)
    • 2 c de sopa de semente de gergelim

    Como fazer:

    Processar todos os ingredientes – com exceção da semente de gergelim – até formar uma massa com “liga” para modelar os hambúrgueres. Modele os hambúrgueres e passe-os nas sementes de gergelim (fazendo uma espécie de “crosta” de sementes). Grelhar em frigideira anti-aderente ou assar em forno médio por 20 minutos. Rendimento: 6 unidades.

    Maionese sem lactose:

    Misturar 1 c de sopa de Cajuhine Bioporã, suco de 1/2 limão, sal e orégano. Adicionar água aos poucos até adquirir a consistência desejada. Servir sobre os hambúrgueres.

     

     

     

     

    Kibe de Quinoa com Batata Doce

    Aprenda a fazer estes bolinhos deliciosos e super nutritivos! Ideal para levar nas “marmitas”, quando é necessário comer fora de casa e ainda manter a praticidade e a saúde.

    “Maioneses” sem lactose feitas a partir das Manteigas da Bioporã são um acompanhamento perfeito para estes kibes. Os sabores mais indicados são: Tahine Cru, Cajuhine ou o Caju Gourmet. Uma combinação perfeita e muito rica nutricionalmente: quinoa + batata doce + oleaginosas. Anote os ingredientes e experimente!

    Ingredientes:

    • 1 xic de quinoa (já cozida)
    • 1/2 xic de batata doce (cozida e amassada)
    • 1 cenoura ralada
    • 2 c de sopa de farinha de linhaça
    • salsinha e cebolinha picada
    • 1/2 cebola picada
    • 1 dente de alho amassado
    • sal, orégano e pimenta a gosto
    • 2 c de sopa de azeite extra-virgem
    • orégano
    • pitada de cúrcuma e urucum em pó (para dar cor)

    Como fazer:

    Misturar tudo até dar “liga” para formar os bolinhos. Utilizar uma forma untada e assar em forno pré-aquecido por aproximadamente 25 minutos ou até formar uma “casquinha” por fora e ficarem macios por dentro. Servir com Caju Gourmet Bioporã, creme de castanha de caju crua temperado com ervas finas.

     

    Panqueca de Trigo Sarraceno (sem ovos)

    É possível fazer panquecas sem ovos? E sem glúten? E sem leite?

    Sim! Sim! Sim!

    E ainda por cima é rápido, prático, rica em fibras, sem farinhas refinadas e cheia de sabor.

    Quer aprender como? Anote aí:

    Ingredientes:

    • 2 c de sopa de farinha de trigo sarraceno
    • 1 c de sopa de farinha de linhaça dourada
    • 1 c de chá de semente de chia
    • 1 pitada de sal
    • 1 pitada de mascavo (opcional)
    • 1/4 de xic de água
    • 1 c de sopa de vinagre de maçã
    • 2 c de chá de azeite ou óleo de coco

    Modo de preparo:

    Misturar tudo e deixar a massa descansar por 5 minutos para a chia e a linhaça formarem um gel. A consistência de ficar cremosa (não muito líquida). Utilize frigideira anti-aderente ou untada pré-aquecida e vire com auxílio de uma espátula. Rendimento: 2 panquecas pequenas.

    Dicas de coberturas e recheios:

    Utilize a sua Manteiga Bioporã favorita e crie panquecas doces (com frutas) ou salgadas (com saladas). Fica uma delícia!

    Receita da Nutrichef Lívia de Paula.

    Abobrinha Assada com Requeijão de Macadâmias

    Receita simples e cheia de sabor. Esta versão vegana de “requeijão” é super fácil de fazer e bem mais saudável que o requeijão tradicional (cheio de amido e aditivos químicos), basta misturar a Macadâmia Bliss Bioporã com sal e os temperos escolhidos. Confira a receita da Nutrichef Natália Chede:

    Ingredientes:

    • rodelas de abobrinha
    • rodelas de tomate
    • Macadâmia Bliss Bioporã
    • sal marinho e orégano (opcional)
    • folhas de manjericão frescas

    Modo de preparo:

    Misture a porção desejada de Macadâmia Bliss com um pouco de sal, orégano ou os seus temperos favoritos. Utilize uma assadeira untada e coloque as rodelas de abobrinha, as rodelas de tomate em cima e finalize com o “requeijão” de macadâmias. Enfeite com uma folha de manjericão ou orégano e leve ao forno por 10 minutos. Também pode ser apreciada em versão raw (crua), sem ir ao forno.

    Pãozinho de Banana da Terra

    As opções de receitas de pãezinhos sem glúten com base de polvilho e sementes de chia são muitas. Normalmente eles são feitos com raízes (inhame, mandioca, baroa ou batatas), mas esta receita leva 2 ingredientes especiais: banana da terra e Manteiga de Coco Bioporã, que deixam os pãezinhos levemente adocicados. Uma delícia, criada pela nutricionista Luciana Miranda.

    Ingredientes:

    • 2 bananas da terra cozidas e bem amassadas
    • 6 colheres de sopa de polvilho doce
    • 3 colheres de sopa de polvilho azedo
    • 2 colheres de sopa de Manteiga de Coco Bioporã
    • 2 colheres de sopa de chia
    • 1 colher de chá rasa de canela em pó (opcional)
    • 1 pitada de sal
    • Água suficiente para dar o ponto da massa (em média 1 a 2 colheres de sopa)

    Modo de preparo:

    Misturar todos os ingredientes, incorporando a água aos poucos, até obter uma massa homogênea. A massa não gruda nas mãos. Se ficar muito seca, acrescentar mais um pouco de água; se ficar muito molhada, adicionar um pouco dos polvilhos doce e azedo na mesma proporção. Moldar as bolinhas, colocar numa forma e levar ao forno médio pré-aquecido por aproximadamente 30 minutos. Os pãezinhos também podem ser congelados com a massa crua e levados ao forno quando desejar. Essa receita rende em média 10 unidades, também dá pra duplicar ou triplicar a receita e congelar.

    IMG_20150404_074814

    Pãezinhos de Banana da Terra, por Luciana Miranda.

     Nesta “estréia” do Blog, além de compartilhar uma receita, pedimos para os Nutrichefs Bioporã responderem 3 perguntinhas para a gente conhecer um pouquinho mais sobre eles. Confira as respostas da nutricionista Luciana Miranda:

    •  O que é saúde para você?

    Saúde é muito mais que a ausência de doenças, saúde é o equilíbrio entre corpo e mente. É um organismo saudável, é nutrição, é energia positiva, é vitalidade!

    • O que é alimento de verdade para você?

    Um alimento de verdade é aquele cheio de nutrientes, sem conservantes, corantes, aromatizantes, enfim, qualquer substância com nome complicado. É alimento rico em vitaminas, minerais, fitoquímicos, substâncias que auxiliam no bom funcionamento do nosso corpo. É alimento que NUTRE e não apenas “alimenta”; é alimento que faz com que nosso metabolismo trabalhe adequadamente; é alimento que evita doenças e nos traz saúde!

    • Qual seu conselho para quem quer manter uma alimentação saudável e tem pouco tempo para preparar seus alimentos?

    Primeiramente, o ideal é ir a um nutricionista para adequar o planejamento alimentar de acordo com sua individualidade. No dia a dia, a palavra chave é ORGANIZAÇÃO. Mesmo com pouco tempo dá pra se organizar direitinho, fazer receitas simples e ao mesmo tempo nutritivas. No começo é um pouquinho mais difícil, mas depois que se acostumar tudo fica muito mais fácil e rápido. E, claro, saboroso!!!

    Bolinhos de Quinua com Cajuhine

    Bolinhos práticos e low carb, criação da gastróloga Amábile Kolenda. Eles podem ser consumidos assados, ou feitos na versão “raw” com a quinua germinada. Além de dar liga e sabor na massa, o Cajuhine Bioporã pode ser transformado em um delicioso molho para acompanhar os bolinhos.

    Ingredientes:

    • 2 colheres de sopa quinua cozida (ou germinada para fazer esta receita raw)
    • 2 colheres de sopa ricota de amêndoas (resíduo do leite vegetal  brevemente temperado com sal, azeite e limão)
    • 1 colher de sopa de Cajuhine Bioporã
    • 1 punhado de cenoura ralada
    • 1 “arvorezinha” de brócolis finamente picada (opcional) – cerca de 2 colheres de sopa
    • 1 colher de sopa de farinha linhaça
    • Tempero verde a gosto
    • Temperos a gosto – sal, pimenta, cúrcuma, páprica, entre outros.

    Modo de preparo:
    Misture todos os ingredientes em uma vasilha. Molhe as mãos e modele bolinhas. Leve para assar em forno alto apenas para dourar, o que é opcional, pois você pode consumi-la crua também.

    Ingredientes para o molho:

    1 c de sopa de Cajuhine Bioporã, 1/2 limão, 4 c de sopa de água, sal e temperos a gosto. Misturar tudo, acrescentando água até adquirir a consistência desejada.

    Bolinhos de Quinoa, por Amábile Kolenda.

    Bolinhos de Quinoa, por Amábile Kolenda.

    Nesta “estréia” do Blog, além de compartilhar uma receita, pedimos para os Nutrichefs Bioporã responderem 3 perguntinhas para a gente conhecer um pouquinho mais sobre eles. Confira as respostas da gastróloga Amábile Kolenda:

    • O que é saúde para você?

    Saúde para mim é o equilíbrio! É buscar sempre a harmonia do corpo com a alma. Fazer o que nos faz feliz é a forma mais saudável de se viver.

    • O que é alimento de verdade para você?

    Alimentos de verdade são aqueles que estão mais próximos da sua origem natural. São os que têm sabor de verdade, sem ingredientes invisíveis com nomes desconhecidos de coisas que nós nunca vimos na vida.

    • Qual seu conselho para quem quer manter uma alimentação saudável e tem pouco tempo para preparar seus alimentos?

    Organização é fundamental! Para quem tem a semana corrida, é necessário tirar algumas horas do final de semana para organizar a rotina e os pratos da semana. É questão de costume, que com o tempo acaba tornando-se um hábito, que além de ajudar na alimentação durante a semana, ajuda a organizar as compras da feira e supermercado, que refletem até na economia da família!

    Pãozinho de Quinoa e Açafrão da Terra

    Estes pãezinhos são uma opção prática para uma dieta livre de glúten e chegam com o convite para novas criações, onde você pode seguir sua intuição, sua inspiração, e acrescentar diferentes especiarias, temperos e sementes. Dê o seu toque, revelando o seu sabor!

    Ingredientes:

    •  ½ xícara de quinoa em grãos orgânica
    • 1 xícara de farinha de arroz integral orgânico
    • 4 colheres de sopa de polvilho azedo
    • 2 e ½ xícaras de água
    • 1 colher de sopa de Tahine Cru Bioporã
    • 2 colheres de sopa de alecrim
    • 1 colher de chá de açafrão da terra (cúrcuma)
    • sal marinho

    Modo de fazer:

    Leve ao fogo, a quinoa e 1 xícara de água, cozinhando até secar a água. Em uma vasilha, coloque a quinoa cozida, a farinha de arroz, o polvilho azedo, o tahine, o açafrão, o alecrim, e o sal, misturando com as mãos e integrando todos ingredientes.

    Aqueça 1 e ½ xícara de água e incorpore à massa. Com uma colher distribua a massa em uma assadeira untada. Leve para assar por aproximadamente 30 minutos. Deixe os pãezinhos esfriarem e saboreie com Molho de Tahine (tahine + limão + sal + água).

    Pãezinhos com Tahine Cru Bioporã, por Anah Locoselli.

    Pãezinhos com Tahine Cru Bioporã, por Anah Locoselli.

     Nesta “estréia” do Blog, além de compartilhar uma receita, pedimos para os Nutrichefs Bioporã responderem 3 perguntinhas para a gente conhecer um pouquinho mais sobre eles… Confira as respostas da Anah Locoselli:

    • O que é saúde para você?

    Sentir vontade de sorrir, cantar, dançar, brincar, interagir, inspirar vitalidade, expirar amor. Equilíbrio que se faz e transborda, permissão para ouvir e manifestar estados de completude, integridade, plenitude. Um querer permanecer e Ser Todo, deixar pulsar e expandir o estado natural, livre de interferências, bloqueios, negações, um “SIM” dito como um todo que acolhe e agradece a dádiva da vida, reconhecendo a beleza de aqui estar manifestando a perfeição do Ser, a sua saúde.

    •  O que é alimento de verdade para você?

    Estar atento às escutas do corpo permite reconhecer o que nutre, como, e porque, trazendo recursos para saber distinguir o que de fato é alimento, uma aventura que convida a saborear, permitindo amplificar seu conceito. A consciência revela que somente o que promove equilíbrio, vitalidade, harmonia, paz, confiança, bem estar, pode ser nomeado alimento.

    • Qual seu conselho para quem quer manter uma alimentação saudável e tem pouco tempo para preparar seus alimentos?

    Um querer apropriar-se de uma alimentação saudável às vezes esbarra na falta de tempo, contudo é possível trazer agilidade e fluidez ao cozinhar simplesmente adotando o hábito da presença. Estar absorto no momento presente permite desenvolver o poder de foco e atenção plena, gerando recursos que otimizam o preparo do alimento, levando embora distrações que consomem tempo e alimentam desculpas, dificultando assumir a vontade de integrar uma nova postura alimentar. O Ser presente é consciente de seu poder de escolha e sabe que pode gerir sua vida, realizando aquilo que realmente quer. Com o “SIM” dito ao querer, entrar na cozinha convida a sintonizar com o alimento, facilitando seu manuseio e ativando o processo criativo para elaboração de pratos no tempo disponível.